Comunicado de imprensa

O juiz de instrução do Burkina Faso François Yaméogo, encarregado do enquerido sobre o assassinato de Thomas Sankara, lançou uma comissão rogatória para pedir que seja desvendado na França o “segredo defesa” sobre este acontecimento.

Depois de dois anos de investigações, o juiz Yaméogo tem ouvido uma centena de pessoas e inculpou a volta de quinze.

A sua seriedade e integridade não podem ser postos em duvida. Este pedido não deve portanto ser levado ligeiramente como aconteceu com o anterior pedido de enquerido parlamentar submetido pelos deputados do Burkina e depositado pelos deputados  ecologistas e da Frente de Esquerda à Assembleia nacional francesa em Outubro 2012.

Claudio Bartolone, o presidente da Assembleia Nacional, tinha então respondido que “uma comissão de enquerido deste tipo não teria nenhum poder de conduzir investigações num outro estado” e que “um procedimento judicial aberto no Burkina” lhe parece “o instrumento jurídico mais apropriado para procurar os responsáveis deste caso”.

O instrumento jurídico mais apropriado” está agora disponível. Desta vez, não são “os militantes que estão a sonhar” como disse o antigo embaixador francês no Burkina, Gilles Thibault, mas um juiz de instrução que, pelos viais judiciais, pede à França de assumir as suas responsabilidades em relação as implicações francesas na morte de Thomas Sankara.

Nos lançamos um apelo à todas as organizações francesas e estrangeiras, organizações de direitos humanos, partidos políticos, associações da sociedade civil preocupados com a justiça, para fazer pressão sobre o governo francês afim que seja satisfeito o pedido do juiz do Burkina. Pedimos também aos deputados da Assembleia Nacional, como já o fizeram mais de 5 500 pessoas, de interpelar novamente o presidente desta instituição para que ele reconsidere a sua posição anterior e aceite o pedido de enquerido parlamentar sobre o assassinato de Thomas Sankara.

A Rede internacional “Justiça para Sankara, justiça para Africa”

 Feito em Paris, Ouagadougou, Bruxelas, Turin, Bamako, Madrid, Niamey, Berlin, Toronto, Marseille, Ajaccio, Montpellier, Liège aos 14 de Novembro 2016.

Contact : [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

three × 1 =